Dicionário

A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - Y - X - Z

Untitled Document

Abadá - Veste branca ou de cor de mangas largas, usada pelo Yorubás.

Abadô - Parte da vestimenta da Orixá Oxum.

Abalô - Nome dado a Oxum quando brinca com o leque.

Abará - Bolo feito com massa de feijão-fradinho, cebola, camarão-seco, sal, enrolado com folhas de bananeira e cozido no vapor de água quente.

Abassá - Terreiro de Candomblé que segue os preceitos da nação Angola.

Abatá - Sapato ou qualquer tipo de calçado.

Abê - Tida como irmã gêmea de Badé, vodum feminino cultuado no Maranhão.

Abebê - espelho usado por Oxum e Iemanjá.

Abelê - leque usado por Oxum.

Abiã - Pessoa que está nascendo para o culto.

Abikú - Uma criança que morre logo após o parto para atormentar os pais, nascendo e renascendo indeterminadamente.

Abiodun – Título de um dos Obás de Xangô.

Abô - banho de proteção feito de ervas litúrgicas para o culto, concedido ao iniciado.

Abomi - Um dos nomes atribuídos a Oxum e a Xangô, em cultos ligados a água. Abomi quer dizer ao Orixá: aceite água.

Acarajé - comida ritual da Orixá Oyá-Iansã. Na África é chamado de àkàrà, enquanto je significa comer. No Brasil foram unidas as duas palavras acara-je.

Acaçá - é uma comida ritual do candomblé e da culinária baiana. Feito com milho branco ou milho vermelho. Todos Orixás recebem o Acaçá como oferenda.

Adarrum - Toque do Orixá Ogum.

Adarrun - Toque rápido e contínuo dos atabaques para chamar os Orixás nas cabeças dos filhos de santo; para forçar os deuses a descer.

Adé - Homem com trejeitos femininos, homem afeminado.

Adiê – Galinha preparada para sacrifício aos Orixás.

Adjá - sino de alumínio ou cobre de três bocas.

Ado - é uma Comida ritual feita de milho vermelho torrado e moído em moinho e temperado com azeite de dendê e mel, é oferecido principalmente à Orixá Oxum.

Adobalé - Nome dado ao ato de deitar-se no chão para ser abençoado pelo Orixá.

Adoxu - estado em que o iniciado já pode incorporar o orixá.

Adun - Comida de Oxum feita com milho torrado e moído, com um pouco de azeite de dendê e mel de abelhas.

Adupê - Bode.

Afoman - Um dos nomes do Orixá Omulu, em Candomblés baianos. Deriva de Afomó: contagioso, infeccioso

Afejewe - início da raspagem do iaô.

Afoxé - é um instrumento musical composto de uma cabaça pequena redonda, recoberta com uma rede de bolinhas de plástico parecido com o Xequerê sendo que o afoxé é menor.

Afoxé - é um ritmo do Candomblé.

Afoxé - também chamado de Candomblé de rua - é um cortejo de rua que sai durante o carnaval de Salvador, Bahia.

Agodô - Umas das qualidades de Xangô no Brasil.

Agogô - é um instrumento musical de metal usado no candomblé. O nome vem de akokô, palavra nagô que significa "relógio" ou "tempo", assim como um som extraído de um instrumento metálico. Compõe-se de dois pedaços de ferro, um menor que outro, ou dois cones ocos e sem base, de tamanhos diferentes, de folhas de flandres, ligados entre si pelos vértices.

Águas de Oxalá - Cerimônia de purificação do terreiro. Esta Cerimônia marca o início do ciclo de festas litúrgicas nos Candomblés de origem Yorubá e Jeje no Brasil.

Agué - Nome de um vodum Jeje, que corresponde ao orixá Ossain.

Aguerê - Dança de Iansã.

Agueré – Toque cadenciado com 2 variações: uma para Oyá, outro para Oxóssi. É conhecido como “quebra-pratos”.

Aguidavi - são varetas utilizadas para a percussão dos atabaques no candomblé. São confeccionadas com pequenos galhos das árvores sagradas do candomblé. Seu uso é restrito aos rituais.

Aiê - A terra, o solo, sob o domínio de Obaluaiê.

Airá - Xangô velho – Uma das qualidades de Xangô.

Aisum - Ritual a que o iaô se submete na véspera da cerimônia de iniciação que consiste em jejuar e passar a noite em claro.

Aiuká - Fundo do mar, para o povo Banto.

Ajapá - Cágado, tartaruga. O animal sagrado de Xangô.

Ajé - Feiticeira

Akã - Faixa usada para amarrar no peito dos médiuns incorporados.

Akepalô - Sacerdote.

Akessan - Um dos nomes do Orixá Exú.

Akikó - Galo

Akirijgegbó – Freqüentador do Candomblé.

Akokem - Galinha D’angola.

Akukó - O mesmo que Akikó - Galo.

Alá - Deus para os daomeanos da nação Jeje.

Alabéê – Tocador de tambores líder no terreiro. Aquele que canta pontos de Candomblé.

Aladori - pano amarrado à cabeça.

Alafange - Objeto semelhante a uma espada.

Alafim - Uma das qualidades de Xangô.

Alagbê - É o Ogan responsável pelos toques rituais, alimentação, conservação e preservação dos instrumentos musicais sagrados Atabaques. Nos ciclos de festas é obrigado a se levantar de madrugada para que faça a alvorada. Se uma autoridade de outro Axé chegar no terreiro, o Alagbê tem de lhe prestar as devidas homenagens.

Alaketo - Nação do povo Iorubá-Nagô.

Alapini - é o Sacerdote Supremo do Culto aos Egungun, o atual Alapini no Brasil é Mestre Didi Axipá, presidente da Sociedade Cultural e Religiosa Ilê Axipá.

Alibã - Polícia.

Alojá - A dança do ritual de Xangô.

Aloyá - Senhora Oyá. O mesmo que Iansã ou filho de Oyá.

Aluá - Bebida feita com farinha de milho ou de arroz, fermentada em água com cascas de frutas, gengibre e um pouco açúcar. É servida nos terreiros de Candomblé, principalmente aos caboclos.

Aluaiê - Nação Jeje – Angola

Alubosa - Cebola

Alufam - O mesmo que olufóm, Senhor da cidade de Ifóm, a que mais cultua Oxalá.

Alujá - Batida de tambor especial para Xangô.

Amalá - é comida ritual do Orixá Xangô. É feito com quiabo cortado, cebola ralada, pó de camarão, sal, azeite de dendê ou azeite doce.

Amobirim - Mulher que não casou , mulher solteira.

Amorim - pano virgem.

Ana – O mesmo que ontem.

Anamburukê - Um dos nomes de Nanã Burukê, a mais velha de todos os Orixás.

Angola - Região do sudoeste da África, de onde vieram negros escravos para o Brasil, trazendo vários dialetos de origem Bantu como Kimbundo, Embundo, Kibuko e Kikongo.

Angorô - Na nação angola, significa qualidade de Oxumarê.

Aôboboi - Saudação do Orixá Oxumarê.

Apaoká - Orixá da jaqueira, por ser muito cultuado nela.

Apará - Uma das qualidades da Orixá Oxum, quando se apresenta carregando uma espada.

Aré - Culto ao orixá Ogum na Nigéria.

Arê - Ruas e Encruzilhadas.

Aress - Um dos 12 ministros de Xangô.

Ariaxé - Banho ritual com folhas sagradas para os iniciados. Ariaxé também é o nome do local onde são feitos estes banhos.

Aridã - Fruto do qual se origina o Obi.

Arrobobô - Uma das saudações do Orixá Oxumarê.

Aruquerê - Objeto de metal usado por Oxóssi.

Anlodo - caminhada ritualística do iniciado.

Assentamento - recipiente onde se assenta a força dinâmica do orixá.

Assogba - Supremo sacerdote do culto de Obaluaiyê. O nome significa "consertador de cabaças", em iorubá.

Atabaque - De origem africana, usado em quase todos rituais afro-brasileiro, típico do Candomblé e da Umbanda e de outros estilos relacionados e influenciados pela tradição africana. De uso tradicional na música ritual e religiosa, empregados para convocar os Orixás. O atabaque maior tem o nome de RUM o segundo tem o nome de RUMPI e o menor tem o nome de LE.

Axé - força invisível, mágica e sagrada.

Babalaô - baba, pai; aô, completo, tudo; "um pai para tudo".

Bori - cerimônia destinada a "reforçar a cabeça" do iniciante.

Brajá - colar de búzios com aparência de escamas de serpente utilizado por Oxumaré.

Búzios - conchas cônicas utilizadas para adivinhação.

Candomblé - casa onde batem os pés." Seita afro-brasileira com centenas de adeptos no Brasil.

Cauris - búzios.

Contra-egum - trança feita de palha-da-costa que, amarrado no braço do iaô, tem a função de afastar os mortos.

Curas - espécie de tatuagens desenhadas na cabeça e em algumas partes do elegum no ritual de iniciação.

Dobale - tipo de reverência do iniciado se o Orixá protetor for do sexo feminino.

Ebó - ritual destinado a afastar os elementos desordeiros indicados pelo desequilíbrio do iniciado.

Efum - espécie de giz branco utilizado no rito de iniciação para marcar o corpo do elegum e também nos assentamentos.

Egum, egungum - Espírito de pessoa morta que retorna à Terra em certos rituais. Segundo a tradição, é uma espécie de orixá individual que todo o ser humano tem; ele deve ser bem tratado pois é um ancestral do iaô. O culto é proibido às mulheres. A Iyagan é a única sacerdotisa que pode participar do culto.

Ejé - sangue derramado na cerimônia de iniciação.

Elegum - eleito, preferido do orixá.

Eni - esteira feita de uma palha trançada, onde os iniciados dormem até o complemento das obrigações.

Epó - azeite-de-dendê.

Erê -espírito de (ou sob a forma de) criança que prepara o iaô para receber seu orixá.

Erukerê - rabo-de-cavalo usado pelos reis, característico de Oxossi.

Feitura de santo - iniciação ou processo em que os duplos sobrenaturais dos elementos psíquicos da pessoa são fixados em um objeto simbólico e sua contraparte é fixada na cabeça do iniciado.

Ibá (Igbá) - bacia utilizada na cerimônia de iniciação do iaô-elegum.

Ibiri - instrumento ritual de Nanã representado por um feixe de palitos de dendezeiro ornado com búzios.

Idés - pulseiras

Ifé - vasto; cidade nigeriana, capital religiosa iorubana.

Igbim - espécie de caramujo.

Iká - tipo de reverência do iniciado do sexo masculino.

Ilá - som que o iniciado emite quando irradiado do orixá para que as pessoas saibam que o iaô está possuído

irradiado.

Ilê - casa.

Irê - incisões feitas na cabeça do iniciado.

Iroko - árvore considerada sagrada pelos iorubanos.

Iruexim - instrumento ritualístico de Oxossi, representado por um rabo-de-cavalo.

Iyó - sal.

laô-elegum - filho-de-santo.

lfá - Orixá da adivinhação e do destino, mensageiro do Deus Criador. Espécie de oráculo que leva seu nome.

lgbo iku - floresta da morte.

lya kekerê - "braço direito" da mãe-de-santo.

Juntó, ajuntó - conjunto de forças dos Orixás do elegum.

Kelê - colar de contas com as cores do orixá.

Laguidibá - colar de Obaluaê feito de anéis de chifre de boi.

Mãe-de-santo - na tradição nigeriana, pessoa apta a desvendar as respostas dos deuses através dos búzios. Também é o nome dado à pessoa que inicia e orienta o iaô.

Mariwo - tipo de fibra de palmeira usada na confecção da roupa de Obaluaê.

Nagôs - termo usado pelos franceses para designar os escravos que falavam o dialeto iorubá.

Obatalá - "Deus do branco" que preside a cerimônia do efum. Criador dos seres humanos. Variante de Oxalá.

Obi - fruto de uma palmeira africana, usado no candomblé na adivinhação ou como oferenda aos Orixás.

Odu - caída dos búzios, resultado da jogada.

Ofá - arco e flecha, instrumento-símbolo de Oxossi e Logum.

Oga - camaleão.

Ogã - padrinho do culto africano ou brasileiro. Pessoa que toca os atabaques sagrados (apenas os homens são ogãs).

Okum - mar.

Olodumaré - um dos nomes do Deus Supremo.

Olofim, Olofim-Odudua - um dos nomes do Deus Supremo.

Olokum - (okum, mar) deusa do Oceano, esposa de Odudua.

Opelê-Ifá - tipo de colar aberto usado para adivinhação.

Orixá de cabeça - o principal orixá da pessoa.

Orukó - cerimônia de proclamação do nome.

Orum - céu.

Orumilá - (Orum, Céu; Alá, branco) Deus do Céu, Deus supremo.

Osum - tipo de tinta derivada do urucum.

Otá - pedra sagrada que contém parte do axé do Orixá.

Oti - pinga, cachaça.

Oxaguiã - forma jovem e guerreira de Oxalá.

Oxalufã - forma velha de Oxalá.

Oxé - machado de duas lâminas de pedra usado por Xangô.

Oxetuá - búzio fechado. O nome deriva do orixá de mesmo nome, filho de Oxum e de Orumilá, uma qualidade de Exu (mensageiro).

Oxum Okê - variante guerreira de Oxum.

Pai-de-santo - ver mãe-de-santo.

Paô - batidas de mãos ritmadas.

Padê - O Padê de Exú é um ritual executado antes de qualquer cerimônia interna ou pública do Candomblé, Exú é sempre o primeiro a ser homenageado.

Paxorô ou opaxorô - espécie de cajado utilizado por Oxalufã.

Peji - altar

Quizila - recusa de uma oferenda por um orixá.

Ronkó - nome do quarto onde o iniciado permanece sem o contato do mundo profano até o término da sua iniciação. No ronkó também estão os (quartos) assentamentos dos orixás.

Sacudimento - ritual de limpeza.

Terreiro - lugar destino ao culto dos Orixás onde os adeptos cultuam seus deuses pessoais através de danças ritualísticas.

Umbanda - religião afro-brasileira onde os seus integrantes cultuam entidades africanas sincretizadas aos santos católicos (chamados de encantados).

Viração - incorporação.

Waje - cerimônia onde a cabeça do elegum é pintada de azul-anil.

Xaxará - espécie de vassoura de Obaluaê feita de folhas de palmeira, decorada com búzios.

Zambi (Nzambi) ou Nzambi Mpungu - O Deus supremo e Criador nos candomblés de Nação Angola, equivalente à Olorun do Candomblé Ketu.

Zelador-de-santo, zeladora-de-santo - ver pai-de-santo, mãe-de-santo (o mesmo que ialorixá).

Dicionário Yorubá – Português - Candomblé / Extraído do livro: Orixás, anjos da natureza de Monica Buonfiglio & Wikipedia

Indique esta página para seus amigos

Início